9 de maio de 2011

#todoscrentechora e #chupamalafaia: Evangélicos são ridicularizados no Twitter após reconhecimento da união gay

Após o reconhecimento do casamento gay pelo STF uma onda de manifestações de apoio tomou a internet e no Twitter a várias pessoas resolveram comemorar ridicularizando evangélicos, incluindo o Pastor Silas Malafaia que fez campanha contra a decisão.

Foram criadas diversos hashtags (tópicos) para o assunto e #chupamalafaia (Chupa Malafaia) e #todoscrentechora (Todos Crente Chora) ficaram por algumas horas sendo os dois assuntos mais publicados do Twitter no Brasil respectivamente, superando até então a tag oficial sobre a união gay, #uniaohomoafetiva, que assumiu a primeira posição apenas algum tempo depois.

Tanto os tópicos #todoscrentechora e #chupamalafaia eram geralmente utilizadas por gays, ateus e simpatizantes da causa homoafetiva que veiculavam as hashtags junto a ironias, palavrões e xingamentos contra Deus.

“Foi se o tempo que religião era desculpa pra alguma coisa, só pra gente ignorante mesmo”, afirmou uma usuária, “Eu tô nessa campanha #todoscrentechora e #uniaohomoafetiva, mas eu não sou gay. Odeio Homofobia… Crentes se explodam”, afirma outro. “Se alguns deles pudessem nos queimariam vivo em fogueiras medievais, sendo assim: #uniaohomoafetiva #chupamalafaia #todoscrentechora”, acusou outro.

Já no tópico #chupamalafaia o que mais se via eram palavrões direcionados ao líder da Igreja Vitória em Cristo, Pastor Silas Malafaia, por sua luta contra causas gays: “#crente fede #chupamalafaia safado”, afirmou uma usuária. “Ele vai pro céu da boca da onça, isso se a onça não for Homo, tbéemm! kkkkkkkk #chupamalafaia”, disse outro. Já uma estudante de direito quer ir mais além: “Ter uma lei anti-igreja também. #ChupaMalafaia“.

Preconceito

Mas nem todas as mensagens eram críticas, muitos cristãos e não cristãos reprovaram a criação e utilização das hashtags: “Sinceramente, acho injusta e preconceituosa a tag #todoscrentechora”, afirmou a jovem Suelen Gomes. “Antes crentes tinham preconceito contra homossexuais, agora é o contrário. #todoscrentechora is bullshit. Quem é preconceituoso agora?”, disse Micael Wandermurem. Nenhum deles afirma em seus perfis que são evangélicos ou se quer creem em Deus.

Para a twitteira Bia Nunes há preconceito nas palavras: “Falando em preconceitos, me explica porque #todoscrentechora foi parar nos TT’s (ranking de assuntos mais falados)? Tipo, homofobia não pode, mais questão religiosa pode zuar?” e completa: “Eu sou crente, tenho amigos gays, e não tenho preconceito nenhum, e ai? Não julguem todos por um grupo ;)”, concluiu.

PLC 122

Aproveitando a polêmica, a PLC 122, lei anti-homofobia, acabou também se tornando um dos assuntos mais falados no twitter por alguns momentos. Simpatizantes da causa gay se mostraram mais confiantes na aprovação da lei no Senado.

Fonte: Gospel+

Um comentário:

Geleia Geral disse...

Qualquer coisa que se diga com relação ao assunto vai ser prontamente rebatida pelo grupo que apoia as ultimas decisões do Supremo Tribunal. O que as pessoas devem entender e que os evangélicos não odeiam os homossexuais, o que acontece é que não endossam o comportamento homossexual. Isso porque a base do cristianismo é a palavra de Deus, que claramente condena a prática, um exemplo é o trecho de Romanos 1:26-27. A má compreensão disso leva as pessoas a taxar os cristãos de homofóbicos, intolerantes e até odiosos.