13 de julho de 2018

Neto de Billy Graham vai interpretar o avô em novo filme

Will Graham interpresa seu avô, Billy Graham no filme "Unbroken: Path To Redemption". (Foto: Reprodução). 


Will Graham, o neto de Billy Graham, irá interpretar seu avô em um novo filme. "Unbroken: Path To Redemption" é na verdade um documentário que conta a história de Louis "Louie" Zamperini, um Segundo Tenente das Forças Aéreas do Exército que foi prisioneiro de guerra na Segunda Guerra Mundial.

O filme é considerado a sequência de “Invencível”, filme de 2014 dirigido por Angelina Jolie.

Em uma entrevista recente para o The Daily Independent, Will Graham contou como ele colocou sua confiança em Deus para ajudá-lo a retratar fielmente seu avô. "Foi um privilégio, mas devo dizer que fiquei nervoso. Sou pregador e não ator", salientou.

"Eu só estava fazendo no filme o que faço na vida. Eu estava orando para que Deus me desse a habilidade de interpretar meu avô. Eu definitivamente estava fora da minha zona de conforto, mas isso só significava que eu tinha que confiar em Deus mais ainda”. Will serve como evangelista para a Billy Graham Evangelistic Association em Charlotte, Carolina do Norte.

O personagem principal desse documentário, Zamperini, lutou com transtorno de estresse pós-traumático e alcoolismo decorrente da tortura por seus captores japoneses. Em 1949, no entanto, Zamperini encontrou o jovem Billy Graham em uma cruzada em Los Angeles que mudou sua vida para sempre.

Seguindo os passos de seu avô, Will não quer apenas ajudar a criar um filme divertido, ele quer mudar vidas: "Há muitos Louies nesta vida, e queremos que este filme tenha um impacto na vida das pessoas em um nível espiritual e traga mais pessoas para Deus. Como meu pai e meu avô antes de mim, sou abençoado por poder atender um chamado ao evangelismo", finalizou.

Com informações do Daily Independent

24 de maio de 2018

Kim Walker-Smith diz como superou a depressão: "Sacrifício de louvor"

Kim Walker-Smith, vocalista do grupo Jesus Culture. (Foto: Divulgação).


A cantora Kim Walker-Smith, vocalista do grupo Jesus Culture, explicou como ela usou a adoração como um ato de guerra espiritual para ajudá-la em sua batalha contra a depressão pós-parto. Ela também teve dificuldades depois que seu pai morreu.

Kim lançou recentemente um EP ao vivo com seleções de seu álbum solo de sucesso de 2017, “On My Side”. O projeto está repleto de descrições sobre os últimos quatro anos da vida da líder de louvor, que segundo ela, foram preenchidos com um julgamento após outro.

"Eu acho que uma das maiores táticas do inimigo é nos fazer pensar que estamos sozinhos e isolados, e que ninguém pode nos entender e que somos os únicos que se sentem assim. Isso é uma mentira", contou ela ao site The Christian Post.

Kim falou abertamente sobre suas lutas. "Quando nos unimos e nos agarramos para trabalhar juntos, orar uns pelos outros... é assim que saímos desse isolamento, derrotamos nosso inimigo e saímos dessas duras temporadas".

"O sacrifício de louvor é quando você escolhe adorar mesmo quando não tem vontade. Mesmo quando você não consegue colocar sua mente em um lugar em que você acredita plenamente, você ainda está fazendo a escolha de adorar Jesus e há muito poder nisso", disse.

"Ele aparece e derrama sua presença sobre nós e nos encontra onde estamos. Deus honra esse sacrifício. O fogo sempre cai sobre o sacrifício. Você traz tudo que você tem para Jesus e você não ficará desapontado, não será decepcionado. Você pode não ver tudo o que está esperando daquele momento. Mas seu coração estará mais perto de Deus", ressaltou.

"É poderoso quando você pode declarar quem é Deus e cantar quem Ele é no meio da tempestade. É uma guerra contra o inimigo. O diabo vem e tenta encher sua mente com mentiras, ele quer que você acredite nas coisas que te deixam para baixo. Mas quando você pode dizer: 'Não. Isto é quem Deus é. Isto é o que Deus faz', mesmo que você não acredite, isso se torna poderoso", finalizou.

A Jesus Culture plantou uma igreja em Sacramento, Califórnia, há quatro anos e Kim Walker-Smith disse que seu pastor, Banning Liebscher, faz um ótimo trabalho de ser transparente com a congregação.

Confira as canções do EP On My Side (Live):


Por Karlos Aires (com informações do The Christian Post)

23 de maio de 2018

"Casa", música do Palavrantiga, já foi regravada pela dupla Chrystian & Ralf

A música está disponível no canal do YouTube da dupla. (Foto: Reprodução).


Dia desses vi um storie do cantor e compositor Marcos Almeida (Palavrantiga) comentando que a dupla sertaneja (de raíz) Chrystian & Ralf gravaram a música “Casa”. Quando vi tomei um susto, mas como ele é a fonte prima, a final a música foi composta por ele, não duvidei.

Mas, este nobre jornalista não se contentou e foi atrás de mais detalhes sobre essa inusitada regravação. Preciso ressaltar que quando eu era criança ouvia muito Chrystian & Ralf. Meus pais são do sertão do Ceará e quando chegaram em Fortaleza trouxeram consigo a cultura de ouvir sertanejo.

Lembro que ouvia de tudo um pouco, Leandro e Leonardo, Chitãozinho e Xororó, entre outros. Tinha uns bregas, tipo Amado Batista também, mas isso é assunto para outra pauta. Talvez por isso o post de Marcos Almeida me chamou tanta atenção. Bom, vamos aos detalhes.

Contexto

A dupla Chrystian e Ralf surgiu em 1983, quando lançaram o LP “Quebradas da Noite”. Eles foram sucesso logo no debut, garantindo de cara o primeiro disco de ouro. Eles sempre se mostraram ecléticos, pois logo na primeira turnê deram espaço não só para a música sertaneja, mas também para a ópera, passando por Elis Regina e Dalva de Oliveira.

No ano 2000 eles se separaram, lançaram trabalhos solos e em 2001 se uniram novamente. O nome do disco que lançaram após o retorno não poderia ser outro: De Volta.

Aqui temos uma informação importante. Ralf foi um dos nomes que se empenhou para combater a pirataria. Em 2005 ele desenvolveu uma espécie de CD que custa menos. Isso para baratear a venda dos álbuns no formato físico (nesse tempo não tinha streaming como a Deezer, por exemplo).

O nome da mídia é Semi Metalic Disc (ou apenas SMD), um formato de áudio que pode armazenar até 64 minutos de música com a mesma qualidade de um CD convencional. O SMD tem um custo 30% menor que o do CD comum.

A Regravação

CD Palavrantiga Vol. 1
Agora, vamos falar da tal regravação. Como uma dupla sertaneja grava uma música do Marcos
Almeida? Bom, “Casa” é uma composição do Marcos Almeida que foi lançada logo no primeiro trabalho do Palavrantiga. O grupo (que era a banda da cantora Heloisa Rosa) surgiu em 2007 e no ano seguinte eles lançaram um EP intitulado “Palavrantiga - Volume 1” que saiu em SMD (olha as coisas se batendo aqui), e em download no Myspace.

Em 2012, o EP foi relançado pela Som Livre (na época gravadora da banda) com mais duas faixas. “Casa”, tanto no EP de 2008, quando no relançamento de 2012 é a primeira faixa. “Casa” foi o primeiro grande hit do Palavrantiga.

Vamos voltar uns anos aqui. Em 2010, Chrystian & Ralf lançaram o disco “Para Sempre Irmãos”. O que temos na faixa nove? Sim, a regravação da música “Casa”. Em entrevista para a coluna do jornalista André Piunti, no site Uol Música, publicada no dia 11 de junho de 2010, Ralf comentou sobre o disco.

“Quem conhece Chrystian e Ralf sabe que esse é o trabalho que a gente sempre teve, que é fazer o que a gente gosta, trazer coisas novas, expandir a cabeça pra qual seja o lado. O disco não é um disco de sertanejo, um disco de rock, um disco de gospel. É um disco do Chrystian e Ralf, ao nosso estilo”, disse. “A gente grava o que a gente gosta, e as pessoas se identificam com o que a gente gosta”, ressaltou.

Ouça a música "Casa" na voz da dupla Chrystian e Ralf:


Por Karlos Aires (com informações da Uol Música)

Stryper lança o álbum "God Damn Evil" nas plataformas digitais

Michael Sweet, vocalista da banda Stryper. (Foto: Reprodução).
A banda Stryper lançou nas plataformas digitais seu mais novo álbum. Intitulado "God Damn Evil", o projeto teve três singles lançados até agora. O terceiro foi o clipe da música "The Valley", publicada no YouTube no dia 19 de abril. O disco na íntegra foi disponibilizado digitalmente no dia 20 de abril.

O disco lançado pela Frontiers Music Srl foi produzido pelo vocalista Michael Sweet. Segundo a crítica internacional, o álbum é o projeto mais poderoso da Stryper até hoje, dobrando o som do hard rock e heavy metal.

Sobre o título provocativo, Sweet respondeu ao site All That Shreds: "Nós não fizemos isso apenas para agitar as coisas. Temos um ponto a provar, um comunicado”, disse ele sobre o CD que sucede o projeto "Fallen" (2015).

“Alguns anos atrás nós pensamos sobre o uso deste título. Nós não usamos porque sentimos que era cedo demais naquele tempo. Agora, em 2018, com tudo o que vimos nos noticiários, o mal que nós, estamos enfrentando diariamente novos níveis de maldade. Agora faz todo sentido para nós ter um álbum chamado 'God Damn Evil'. É um pedido de oração”, ressalta.

“Não é um palavrão, não é apenas a declaração de choque, é um pedido de oração, e estamos pedindo a Deus para condenar o mal que vemos. Deve ser uma oração para todos. Algumas pessoas estão enlouquecendo achando estamos tomando o nome do Senhor em vão, mas não é isso", explica.

Novo baixista

O novo disco marca o primeiro projeto da Stryper após a entrada de Perry Richardson, ex-baixista da banda Firehouse. Perry se juntou à banda como substituto do baixista de longa data Tim Gaines, que foi demitido do grupo no ano passado.

Perry não tocou baixo no novo álbum da Stryper devido a restrições de agendamento. As faixas de baixo de "God Damn Evil" foram lançadas por John O'Boyle, que tocou baixo nos dois últimos álbuns solo de Sweet.

Ouça o álbum "God Damn Evil":


Por Karlos Aires (com informações do All That Shreds)

Leila Francieli lança “Há Mais de Deus pra Mim” pela Nova Fase Music

Leila Francieli. (Foto: Divulgação).


Leila Francieli lançou pela Nova Fase Music o single “Há Mais de Deus pra Mim”, nas plataformas digitais e no YouTube. A música foi gravada ao vivo em 2014 e lançada em 2016 apenas no DVD “20 Anos - Ao Vivo”. Por isso, a canção não se encontra disponível no CD.

Agora, Leila apresenta a canção e reforça o registro ao vivo no YouTube. Produzida por Ed Oliver e composta pela própria cantora, a música conta a história de Isaque.

Leila Francieli explica: “A primeira vista alguns pensam que Isaque era passivo demais, mas a medida que mergulhamos na história podemos afirmar que não era passividade, era fé”.

Cantora e compositora, Leila iniciou sua carreira aos seus três anos. “Minha missão é anunciar o Evangelho visando sempre a glorificação a Deus e a edificação no corpo de Cristo”, salienta.

Confira “Há Mais de Deus pra Mim”:


Por Karlos Aires (com informações da assessoria)

Pastor Davi Lago lança o livro "Brasil Polifônico" pela editora Mundo Cristão

Pastor Davi Lago. (Foto: Reprodução).


O pastor Davi Lago lançou pela Editora Mundo Cristão o livro “Brasil Polifônico: Os evangélicos e as estruturas de poder”. Ele, que também é mestre em Teoria do Direito e pesquisador, aborda uma profunda e envolvente reflexão sobre as influências da tradição judaico-cristã e a reforma protestante nos marcos civilizatórios da sociedade moderna.

Além disso, Lago elucida elementos históricos, jurídicos e teológicos que contribuem de modo conceitual e prático para enriquecer o debate político brasileiro.

Clique para ampliar.
Ao resgatar os marcos civilizatórios da sociedade moderna e relacionar os princípios de teologia
política com a complexa realidade do País, Davi Lago indica as medidas necessárias para a convivência em sociedade, como o respeito e a tolerância.

De acordo com o autor, em um ambiente constituído por diversos timbres, vozes, matizes e crenças que compõem a riqueza de nossa cultura, história e futuro, somente com o diálogo e a mútua consideração é possível construir uma nação democrática.

Diante do período conturbado em que todos vivem hoje, sujeitos à sobrecarga de informação e à irracionalidade dos argumentos de cunho político, Davi Lago faz um convite ao amadurecimento do diálogo nacional.

Para isso, recorre a uma ampla biografia, revisitando autores que moldaram o pensamento ocidental e a política moderna; e as vozes de importantes pensadores contemporâneos nacionais.

Sem deixar de lado a autocrítica, tão necessária na esfera pública, “Brasil Polifônico” é um manifesto pela lucidez no debate político brasileiro. A obra mostra os caminhos para a superação da crise política no País, destaca a importância do Estado laico, do desenvolvimento da educação em seus múltiplos níveis, e traz ricos insights para a construção de um Brasil melhor.

Por Karlos Aires (com informações da assessoria)

Novo trabalho infantil de Aline Barros, "ImaginAline", chega às livrarias

CD e DVD "ImaginAline". (Fotos: Divulgação).


É surpreendente. É diferente do que se faz por aí. Sim, estamos falando do “ImaginAline”, o mais novo trabalho de Aline Barros para crianças. Lançado no dia 27 de abril, o disco completo pode ser conferido nas plataformas digitais e encontrado em diversas livrarias pelo Brasil. Já achamos o CD e o DVD na Livraria Saraiva, por exemplo.

Sem dúvidas, “ImaginAline” mostra a cantora de uma forma super dinâmica, que brinca com as canções (ouça Fazendinha para entender), apresentando temas mais didáticos, como nas canções “Multiplicação” e “Sr. Antônimo”.

Lançado pela Sony Music, o álbum marca o primeiro de Aline lançado após sua saída da MK Music. Só para esclarecer, ela havia lançado o single “Creio em Ti” pela Sony Music, na campanha de promoção do filme “Em Defesa de Cristo”.

Os primeiros vídeos do projeto “ImaginAline” foram disponibilizados no canal Vevo da artista e somam mais de 10 milhões de views, mostrando a clara aceitação da nova Aline. A cantora segue pelas próximas semanas em ações de divulgação nas mídias e lojas.

Em paralelo, Aline segue trabalhando no seu novo CD inédito voltado ao público adulto que será lançado entre os meses de junho e julho. Aline Barros está bastante animada e querendo trabalhar bastante, segundo a assessoria de sua nova gravadora.

Ouça o CD "ImaginAline":


Por Karlos Aires (com informações da assessoria)

Pré-estreia do filme "Eu Só Posso Imaginar" em Fortaleza

Cena do filme "Eu Só Posso Imaginar". (Foto: Divulgação).









Na última segunda-feira (21) Fortaleza recebeu a pré-estreia do filme “Eu Só Posso Imaginar”. O longa conta a história de Bart Millard, vocalista da banda MercyMe, e estreia no Brasil na próxima quinta-feira (31). Certamente os fãs da música cristã internacional vão amar a nova produção que já começa com ninguém mais, ninguém menos que Amy Grant falando com Bart. Vocês sabem que Amy é um dos maiores nomes da música cristã no mundo inteiro né? Pois é. A atriz é idêntica, inclusive.

Presentes na pré-estreia do filme em Fortaleza. (Foto: Irion Oliveira).
Eu estou me esforçando para não dar um monte de spoilers. Vamos lá. O filme não apenas diz como a MercyMe se tornou um dos grupos mais bem sucedidos dos Estados Unidos, mas os fatos dolorosos que Bart passou para compor o primeiro grande sucesso do grupo, a música “I Can Only Imagine”. A história eu vou deixar para vocês verem no cinema, no dia 31 de maio. Estou escrevendo um artigo sobre a música “I Can Only Imagine” e em breve compartilho ele na íntegra com vocês. E não deixem de conferir o filme e levar o ministério de louvor da igreja de vocês, tá?

Comentários de pessoas relevantes

Heitor Lima
Heitor Lima - Youtuber e cantor

Eu só posso imaginar é um filme maravilhosamente previsível. O enredo é bastante simples e, para um longa que conta a história por trás de uma canção, não poderia terminar de uma maneira diferente da qual termina. Mas em meio a tantas megaproduções (igualmente previsíveis, vale ressaltar, porém nada maravilhosas quanto a arte do cinema) que temos visto ultimamente, é muito bom poder experimentar mais uma vez o mais maravilhoso clichê: a beleza está na simplicidade. Sim, eu já sabia que o filme seria belíssimo, já sabia que iria chorar muito e já sabia que iria gostar da ideia assistir de novo. O filme entrega exatamente o que promete e isso não o deixa menos profundo, muito pelo contrário. Ele nos deixa apenas imaginando como seria conhecer mais a respeito do nosso Deus ao nos arriscarmos em passos de fé e coragem.

Gabi Bevenuto
Gabi Bevenuto - Fundadora do SobreTeologia e Youtuber

Esse filme uniu coisas muito legais. Essa premissa de explicar a origem de uma música que fez tanto sucesso, que marcou a vida de tanta gente, junto com uma qualidade. Eu acredito que os filmes cristãos têm melhorado bastante em qualidade e eu acho que esse filme conseguiu suprir essa expectativa. Eu achei que foi uma união de muitas coisas boas e também porque eu acredito que muitas pessoas tem uma identificação com essa música e ver isso no cinema foi muito legal.


Confira o trailer do filme:


Por Karlos Aires